terça-feira, 2 de outubro de 2007

as flores do mal



Posso falar do Marilyn Manson de novo??


Pois bem, nessa curta passagem do ex-anticristo (não é?) pelo Brasil, além dos shows ele trouxe também uma série de obras de arte pra fazer uma exposição, que fica em São Paulo por mais duas semanas.


O lugar não poderia ser mais pop: a galeria do Romero Britto, na rua Oscar Freire. O nome da exposição não poderia ser mais Manson: As flores do mal. (nome também do quadro que abre esse post)






Sinceramente, sempre fui fã das obras dele. Passei, aliás, a admirá-lo muito mais depois que vi suas pinturas. A mistura de tinta aquarela (quase sempre escorrida, aguada) com acrílica fazem de muitas pinturas de Manson uma expressão de dor, uma visão de sofrimento. Por outro lado, as cores vivas dão um ar leve, e sexy, a muitas telas.



Enfim, é a antítese. é o paradoxo. é tão Marilyn. e ao mesmo tempo tão Manson.






A exposição peca, talvez, por trazer poucas obras. A galeria do Romero é grande, o espaço poderia ter sido melhor aproveitado. E os preços, então? O mais baratinho é R$8,500, os mais caros estão na faixa de 30, 40, 50 mil. Tá bom pra vocês?


As obras nessa página estão todas na exposição, mas no site oficial tem outras mais belas.
(www.marilynmanson.com/art)




De cima pra baixo:

Les Fleurs du Mal (aquarela)
Aliester (acrílico e aquarela)
When I get Old (aquarela)
Night - da série Days of our Lives (aquarela)

1 comentários:

Patrícia Cassi disse...

Mto bom!Deu até vontade de ser fã do Manson.Mas na próxima exposição, convide a amiga, né?!Beijos!