sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Coraline e o mundo secreto



Hoje é sexta-feira 13 e dia de uma estréia beeem bacana nos cinemas!

Uma portinhola, escondida atrás de um antigo papel de parede, é a passagem que a garota Coraline encontra para um mundo de sonhos. O caminho secreto a leva exatamente para onde ela está: sua casa.



O lado de lá, porém, é mágico. Seus pais, pouco atenciosos e workaholics, se mostram cuidadosos e divertidos. O jardim, antes murcho e cinza, transforma-se num tapete de múltiplas cores, com tratores em forma de insetos animados. Seus vizinhos são mais gentis e até suas roupas parecem melhores. A atmosfera que parece irreal está sim ao seu alcance, mas, é claro, tudo tem seu preço.



A animação infanto-juvenil Coraline e o Mundo Secreto tem enredo lúdico, mas foge do água com açúcar com bons toques de suspense. Baseado na obra homônima do inglês Neil Gaiman, Coraline é dirigido por Henry Sellick, experiente diretor, responsável também por O estranho mundo de Jack, um clássico animado de Tim Burton, que segue a mesma linha de fantasia e terror.



Destaque para a abertura do filme que, com trilha sonora hipnótica, antecede o clima de suspense ao mesmo tempo em que encanta pelas belas imagens. O filme vai ser exibido em algumas salas em 3d e a voz de Coraline é dublada, em inglês, pela gracinha Dakota Fanning.

3 comentários:

Kia MeL disse...

Acho que o filme deve ser bom.Mesmo eu naum sendo mto fã de desenhos animados, vou encontrar um tempinho na minha agenda p/ ver
Beijinhos*

Emerson Reis, M.D disse...

Uau, que imagens fantásticas... Pena eu estar no interior do Tocantins e não possa ver o filme tão já. Mas estou me mudando para o vale do Ribeira, em São Paulo e acho que mês que vem vou ver sim. Interessantíssimo, e que talento precoce a Dakota Fanning, estava lendo agora há pouco a cinebiografia dela no cine click, na sessão de A-Z, sabe que ela se negou a substituir uma colega que tinha se negado a fazer o papel de uma garota com leucemia porque tinha de raspar o cabelo? Quer dizer, a Dakota até toparia raspar o cabelo, mas quando soube que a colega foi cortada por não querer raspar o cabelo ela foi solidária e não aceitou fazer o papel, isso que é ética. Numa menina de 12 anos!!! E essa animação deve arrasar também!!

Emerson Reis, M.D disse...

Uau, que imagens fantásticas... Pena eu estar no interior do Tocantins e não possa ver o filme tão já. Mas estou me mudando para o vale do Ribeira, em São Paulo e acho que mês que vem vou ver sim. Interessantíssimo, e que talento precoce a Dakota Fanning, estava lendo agora há pouco a cinebiografia dela no cine click, na sessão de A-Z, sabe que ela se negou a substituir uma colega que tinha se negado a fazer o papel de uma garota com leucemia porque tinha de raspar o cabelo? Quer dizer, a Dakota até toparia raspar o cabelo, mas quando soube que a colega foi cortada por não querer raspar o cabelo ela foi solidária e não aceitou fazer o papel, isso que é ética. Numa menina de 12 anos!!! E essa animação deve arrasar também!!