segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

inverno da alma

INVERNO DA ALMA

Debra Ganik

É numa paisagem fria e pouco habitada que se passa o longa Inverno da Alma, indicado ao Oscar de melhor filme. Mas não é no pasto gelado de uma cidade no interior dos Estados Unidos que este filme se apóia, mas sim, nas frias relações que rondam a garota Ree (Jennifer Lawrence). Aos 17 anos, cuida dos irmãos menores e da mãe doente.

Seu único bem, a casa onde moram, está prestes a ser confiscada caso o pai foragido da polícia não apareça na reunião da liberdade condicional. Para não perder seu único porto seguro, ela busca o pai incansável e corajosamente entre figuras que despertam raiva e indignação, alguns seus próprios parentes. Entre brigas de gangues, tráfico e produção de drogas, esta trama se desenvolve de maneira dura, tanto à protagonista, quanto ao espectador.

A personagem impressiona por sua força ao buscar a sobrevivência, dela própria e daqueles que dela dependem. Em meio ao sofrimento e desespero da jovem em um cenário pouco comum em Hollywood, a atuação de Lawrence é exata e firme, sua expressão inalterada. A atriz de 20 anos, praticamente iniciante, concorre ao Oscar em sua categoria. John Hawkes, no papel do imprevisível tio Teardrop, está na briga pela estatueta de Melhor Ator Coadjuvante.

4 comentários:

Paulooliver® disse...

Ola menina!.tenho fumado muito hoje. Toss toss.ima gina que eu estou lhe falando em tom baixo e pausadamente, como um lord misterioso de lugar nenhum. Tosse tosse.. fique tranquila e o cigarro. Como quase não acredito nos perfilados internetianos, fico as espreitas. mas gosto do seu blog, gosto do que voce escreve. Russell crowe

Augusto Branco disse...

SER MULHER

Ah, ser mulher!

Ser mulher é ver o mundo com doçura,
É admirar a beleza da vida com romantismo.
É desejar o indesejável.
É buscar o impossível.

O poder de uma mulher está em seu instinto
Porque a mulher tem o dom de ter um filho,
E cuidar de vários outros filhos que não são seus.

Ah, as mulheres!
Ainda que sensíveis
Mulheres conseguem ser extremamente fortes
Mesmo quando todos pensam que não há mais forças.

Mulheres cuidam de feridas e feridos
E sabem que um beijo e um abraço
Podem salvar uma vida,
Ou curar um coração partido.

Mulheres são vaidosas,
Mas não deixam que suas vaidades
Suplantem seus ideais.

Muitas mulheres mudaram o rumo
E a história da humanidade
Transformando o mundo
Em um lugar melhor.

A mulher tem a graça de tornar a vida alegre e colorida,
E ela pode fazer tudo isto quantas vezes quiser
Ser mulher é gostar de ser mulher
E ser indiscutivelmente feliz
E orgulhosa por isso.

- Brunna Paese -

abstrato de tomate disse...

olá, Camila, achei teu blog no site da Carta. Veja o meu. Gosto muito de cinema também. Até.

João Pedro Ribeiro disse...

Fui xingado quando sugeri que Jennifer Lawrence poderia ganhar o Oscar.

Concordo, a Natalie Portman estava especial em "Black Swan", mas essa atuação (Jennifer Lawrence) é uma daquelas que me fará assistir aos próximos filmes com ela...mesmo ruins, tenho que ver uns 3 por causa desse.

Bom post. Eu me divertiria com umas opiniões mais "abstratas" também. Só uma ideia...

João Pedro