sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

caixa de surpresas rodriguiana



Recebi aqui na redação a Coleção Arquivinhos, lançada pela Editora Bem-Te-Vi, e me encantei com o cuidado da editora com essa produção. É uma deliciosa caixinha de surpresas. Ao todo são quatro títulos, o mais recente (lançado esse mês) é dedicado ao multifacetado Nelson Rodrigues. Chega às livrarias em formato de pasta preta, cheia de divisórias, como um arquivo mesmo, por salgados 205 reais.

Mas é possível imaginar os olhos de fãs e colecionadores brilhando ao abrir cada uma delas. Ao todo, são 14 peças gráficas, que incluem textos inéditos, fac-símiles de cartas, cartazes e um DVD com depoimentos de Nelson em áudio e vídeo.

Nos textos, Armando Nogueira fala da paixão do novelista pelo futebol e de como era difícil para ele enxergar, da longínqua arquibancada do Maracanã, os pequenos jogadores no gramado. Fernanda Montenegro, em depoimento a Cláudio Mello e Souza, compartilha a experiência de encenar as peças do autor que era “a essência do diálogo dramático”.

Nos fac-símiles, o amarelado papel das cartas escritas ao amigo Otto Lara Resende, a reprodução do cartaz da primeira montagem, em 1965, de Toda Nudez Será Castigada e o programa de estréia de Beijo no Asfalto, de 1960, são uma viagem no tempo e nos aproximam tanto da obra quanto do autor. Por tamanha homenagem, o preço chega a ser quase um detalhe.


Nelson com a camiseta do Flu em 1979


o cartaz da primeira montagem de Toda Nudez Será Castigada


fac-símile de uma carta ao amigo Otto. Clique para ampliar e ler. É engraçada.

2 comentários:

Anônimo disse...

Camila,
Depois de dar uma cancha ao N.Rodrigues vc não será mais castigada pelos deuses do jornalismo (se é que eles existem). Os fãs e colecionadores agradecem ... bjos
Jansen

Tobias disse...

to valorizando essa matérias, c ta q ta heim!!! e viva o nelson
bj
tobias